Foto por Sandis Helvigs – Unsplash
Artigo por Caio Blumer

Começa a chegar dezembro a gente já entra em “modo revisão”, né? Afinal, ano que vem tá aí!

Comigo aqui é bem assim… Eu já começo a revisar o ano, tentar entender os pontos altos, os baixos, fazer um balanço de como é que foi a coisa toda.

Super legal fazer revisão.

Só que mais legal é fazer projeção.

What?

Saber como foi é o começo pra planejar como será.

Eu entendo que existe um motivo muito forte de se fazer a revisão de como foi um período que passou: entender como criar um novo período ainda melhor.

Entender nossa satisfação com o ciclo que acabou de se encerrar, de forma estratégica, é um ponto de partida importante para poder criar um novo ciclo ainda mais legal, alcançando seus objetivos nesse ciclo.

Mas veja só, não é simplesmente “saber como foi” e “desejar que seja” alguma coisa. É importante entender que essa totalidade da nossa vida tem suas fatias, suas partes que são sim separadas, mas interdependentes entre si.

Vamos explicar na prática. Topa?

Então pega caneta, papel, aquele café ou cházinho delícia, sente-se confortavelmente e vamos lá!

Minha sugestão é utilizarmos uma ferramenta conhecida do Coaching que se chama “Roda da vida”.

Roda-da-Vida-Ano-que-vem-Caio-Blumer-Eureca-Energia-Jovem

Ao invés de fazer uma lista de desejos e promessas pro ano que vem, vamos fazer algo mais concreto: vamos ter metas, metas inteligentes e vamos criar um ano melhor pra nossa vida em cada área.

Vamos por partes:

1- Revisando esse ano pra se ter uma base:

Primeira coisa que você precisa é dar uma nota de 0 a 10 na sua satisfação – preste bastante atenção aqui: satisfação – com cada área da sua vida representada alí na Roda da Vida.

Então passe área por área dando essa primeira nota.

Uma sugestão de reflexão é já começar respondendo as perguntas abaixo (por escrito, de preferência), bem simples:

1. O que deu ruim em cada campo da sua vida esse ano?

2. O que você aprendeu com esses acontecimentos?

3. O que deu bom esse ano em cada área na sua vida?

4. Como isso te ajudou a crescer?

5. Qual sua satisfação geral com cada área na vida em 2017?

2- Show! Agora vamos falar do ano que vem…

Agora dê uma nova nota, a nota que você gostaria de ter de satisfação em cada área da vida em Dezembro de 2018, daqui a 1 ano.

Pronto?

Perfeito! Agora temos um cenário em que você pode escolher onde prefere, prioritariamente, investir em 2018.

Observe quais são as áreas que mais precisam de atenção ou que você mais gostaria que evoluíssem nesse novo ano.

Ah! Isso não significa que você vai investir só nas áreas que escolheu, mas sim que você tem MAIS FOCO para essas áreas, beleza?

3- Hora boa! Hora das metas!

Minha sugestão é que você escolha 3 áreas para investir seus esforços com mais foco para o próximo ano. A sacada é que: cada área está intimamente interligada com a outra, mas tendo foco você pode priorizar as áreas chave para o seu próximo ano, sem ser genérico.

Generalidade leva facilmente à procrastinação e a um final de 2018 de insatisfação.

Então, quais são as 3 áreas da vida que você mais gostaria de aprimorar no ano que vem?

Onde você quer subir a sua satisfação?

Show! Agora conta aí (e anota aí): dos aprendizados desse último ano, quais você pode usar como experiência para o ano que vem?

E os contatos que fez? E as oportunidades que surgiram, como você vai aproveitar cada um melhor?

4- Boa! Agora é hora de colocar metas.

Vamos criar ao menos 3 para cada uma das 3 áreas.

Como escrever as metas:

a- Diga o que você vai fazer (de forma mais específica possível);

b- Quando você fará isso (ou por quanto tempo se for algo repetitivo, como o hábito de ler, por exemplo, você pode anotar algo como: “ler todos os dias ao menos 2 páginas enquanto tomo café da manhã”. Sim, específico assim.);

c- Como você vai fazer isso? (Como no exemplo, “durante o café da manhã”);

d- Com quem você fará isso? (Aqui você pode anotar os envolvidos – se houverem pessoas envolvidas, claro);

Agora é só colocar os fatores de sucesso, ou seja, como você vai medir se chegou em seu objetivo e aumentou sua satisfação (no nosso exemplo de leitura, pode ser “ter lido 12 livros até dezembro de 2018”).

Pronto: você tem um plano pra fazer 2018 dar muito bom!

Bem mais legal do que aquela listinha sem vergonha que só fala “vou ler 10 livros esse ano”, né não?

Aliás, minha sugestão é que você faça esse exercício da Roda da Vida, que adaptamos aqui, a cada 3 ou 6 meses, e não só anualmente.

Vejo você com uma satisfação maior com seu 2018. Lembre-se de que depende de uma pessoa: você. Então mão na massa e um feliz e realizado novo ano!

Fiquem ligad@s que dezembro só vai ter conteúdo bom aqui no BLOG! :)


Artigo por Caio Blumer
Guardião de Energia Eureca.

 

Deixe seus comentários e compartilhe! ⬇

Comentários

Comentários